Palavra da Presidente: NOTA DE FALECIMENTO – Dr. Aparecido Ubirajá Gomes de Moraes

NOTA DE FALECIMENTO

É com profundo pesar que a Associação dos Advogados Trabalhistas de São Paulo (AATSP) comunica o falecimento do Advogado Dr. Aparecido Ubirajá Gomes de Moraes, OABSP 88.507, nosso Associado.

A AATSP lamenta esta irreparável perda para a comunidade jurídica e presta condolências por meio de sua presidência e conselho diretivo, aos familiares.

Sarah Hakim

Presidente

Dra. Sarah Hakim
Presidente

Associação dos Advogados Trabalhistas de São Paulo – Sempre Vigilante na Defesa dos Advogados Trabalhistas de São Paulo.

AATSP-Rodapé-Palavra-do-Presidente

Notícia: Espaço Agenor Barreto Parente, da AATSP e AASP, já está em efetivo funcionamento

O Espaço Agenor Barreto Parente, da AATSP e AASP, já está em efetivo funcionamento no Tribunal Regional do Trabalho à rua da Consolação, 1272, 5o. andar, das 12 às 18 horas, para plena assistência às Advogadas e Advogados que atuam ou pretendem atuar em 2a. instância e aos que têm audiências no Cejusc. Lá estão disponíveis computadores com duas telas, acesso à internet, digitalização, serviço de xerox, obtenção de assinatura digital, lockers de diversos tamanhos, serviços de inscrição em cursos e palestras e banheiro privativo. Após o recesso forense haverá a reinauguração comemorativa deste importante espaço da Advocacia, quando serão apresentados novos serviços.
Continue reading

Nota da Associação dos Advogados Trabalhistas de São Paulo, do Sindicato dos Advogados do Estado de São Paulo e Associação dos Advogados Trabalhistas de Santos e Região

A paralisação dos caminhoneiros, cujos impactos alcançam seu nono dia, implicou limitação de locomoção e comprometeu o funcionamento de repartições públicas, como é de conhecimento notório.

Este contexto expôs dificuldades de diálogo entre a Presidência/Corregedoria do E. Tribunal do Trabalho da 2ª Região e os advogados, servidores e jurisdicionados; o que se fez evidente pelo não acolhimento de sucessivos pedidos formulados pelas entidades que assinam esta Nota, impondo a todos o ônus de idas e vindas e o desassossego para cumprimento de obrigações incompatíveis com a conjuntura.

Tal fato é ainda mais grave, considerada a condição socioeconômica dos jurisdicionados, muitos dos quais desempregados e com dificuldades de custeio de transporte público, que operava de forma bastante reduzida.

O Tribunal gerou insegurança jurídica ainda maior, ao publicar na noite do domingo nota informando que o funcionamento seria normal, mesmo diante de inequívocos indícios de ausência de condições para tanto.

A respaldar esta anormalidade, o próprio cancelamento por parte do Tribunal de evento de “Memória Histórica do TRT-2”, aí sim, em razão de reconhecida dificuldade de locomoção.

De igual forma, causou surpresa à comunidade jurídica o conteúdo da Portaria GP 21/2018 de suspensão do expediente apenas para após dezoito horas do dia; horário em que os trabalhos já se encontrariam encerrados.

O TRT-2, que tem o maior volume de processos do país, foi na contramão de outros Regionais, que acolheram prontamente os pleitos das associações de suspensão de prazos e expediente forense.

Assim, em respeito à dignidade da Justiça e da população, as entidades lamentam o descompasso de diálogo deste Tribunal e se mantêm vigilantes para resguardar a segurança jurídica imperiosa aos jurisdicionados e advogados.

Associação dos Advogados Trabalhistas de São Paulo – Sempre Vigilante na Defesa dos Advogados Trabalhistas de São Paulo.

AATSP-Rodapé-Palavra-do-Presidente